Rul
Not�cia publicada em 29/09/2021 �s 13:52 | Meio Ambiente
Veja dados de estudo sobre acidentes ocasionados por cobras em Rondônia

 

 

Um estudo que aborda sobre os acidentes ofídicos (ocasionados por cobras), na região da Zona da Mata, foi desenvolvido pelos professores da UNIR – Universidade Federal de Rondônia de Presidente Médici (Biólogo - Prof. Dr. Luiz Carlos Turci) e Rolim de Moura (Médico Veterinário - Prof. Dr. Angelo Cavatti Terra) e a Médica Veterinária (Carolina Stedile Anacleto), foi aceito para publicação em formato de capítulo, no livro sobre Atualidades em Medicina Tropical na América do Sul pela editora Stricto Sensu.

 

Clique aqui e siga o Portal Rul no Instagram

 

Este estudo é embasado em análises das informações clínicoepidemiológicas das fichas de notificação do Sistema de Informação de Agravos de Notificação de vítimas de acidentes ofídicos e também apresenta a lista das espécies de serpentes peçonhentas de importância médica que ocorrem nesta região.

 


Figura 1. Serpentes peçonhentas de importância médica com ocorrência na região da zona da mata, Rondônia. a) Micrurus lemniscatus; b) Micrurus surinamensis; c) Bothrops atrox; d) Bothrops atrox (juvenil). Fotos: L.C.Turci (a, b, c, d).

 

Foram registrados 947 casos durante o período de estudo, a maioria causados por serpentes do gênero Bothrops (65,3%) (jararacas), seguido por Lachesis (3,3%) (surucucu-pico-de-jaca), Micrurus (0,7%) (coral-verdadeira), Crotalus (0,5%) (cascável), dois óbitos foram registrados. A maior parte dos acidentes foram ocorridos nas áreas rurais, em indivíduos adultos do sexo masculino, durante a estação chuvosa. A maior parte dos atendimentos foram classificados como leves. Dez espécies de serpentes peçonhentas são registradas para essa região.

 


Figura 2. Serpentes peçonhentas de importância médica com ocorrência na região da zona da mata, Rondônia. e) Bothrops bilineata (papagaia); f) Bothrops brazili (jararaca-vermelha); g) Crotalus durissus (cascavel); h) Lachesis muta (pico-de-jaca). Fotos: L.C.Turci (e, g), P.S.Bernarde (f, h).

 

O município de Rolim de Moura foram notificados (254 casos), Alta Floresta D’Oeste (239 casos), Nova Brasilândia D’Oeste (208 casos), Novo Horizonte D’Oeste (83 casos), Alto Alegre dos Parecis (68 casos), Santa Luzia D’Oeste (47 casos), Parecis (39 casos), Castanheiras (9 casos).
 

No estado de Rondônia são conhecidas 118 espécies de serpentes, Entre as dezoito espécies de importância médica ocorrentes no estado de Rondônia, 10 espécies ocorrem na região da zona mata.
 

Tabela 1. Serpentes peçonhentas de importância médica, com ocorrencia na região da Zona da Mata, Rondônia.

 

Família/Espécie

Nome Popular

 Elapidae

Coral ou Coral-verdadeira

Micrurus lemniscatus (Linnaeus, 1758)

Coral ou Coral-verdadeira

Micrurus spixii (Wagler in Spix, 1824)

Coral ou Coral-verdadeira

Micrurus surinamensis (Cuvier, 1817)

Coral ou Coral-verdadeira

Micrurus boicora (Bernarde,Turci, Abeeg & Franco, 2018)

 

 

Coral ou Coral-verdadeira

Viperidae

Jararaca, Cascavel e Surucucu

Bothrops atrox (Linnaeus, 1758)

Jararaca

 

Bothrops bilineata (Hoge, 1966)

 

Papagaia

Bothrops brazili (Hoge, 1954)

Jararaca ou Jararaca-vermelha

Bothrops mattogrossensis (Amaral, 1925)

Jararaca ou Jararaca-pintada

Crotalus durissus (Linnaeus, 1758)

 

Cascavel

Lachesis muta (Linnaeus, 1766)

 

Pico-de-jaca

 

 

Foi possível traçar um perfil epidemiológico dos acidentes ofídicos ocorridos no estado de Rondônia, especificamente a Região da Zona da Mata, ressaltando o elevado número de acidentes no início e no final do ano com maior índice pluviométrico, em pessoas do sexo masculino, trabalhadores rurais, na faixa etária produtiva de 10 a 59 anos, e em sua maioria atribuídas ao gênero Bothrops.
 

O Prof. Dr. Luiz Turci ressalta que estudos epidemiológicos atualizados são de grande importância para a gestão na saúde pública, uma vez que o gestores hospitalares podem manter-se atentos aos principais tipos de acidentes que prevalecem na região e manter a soroterapia adequada atualizada para o tratamento das vítimas de acidentes ofídicos e assim podendo realizar um tratamento mais pontual na soroterapia. 


Publicidade

Publicidade
RUL

CONTATO
E-mail: [email protected]
Fone Redação: (69) 3423-7618
Comercial: (69) 9288-9018 • 9945-5358

 

Netmidia